Published on 12/02/2013

Não me deixes impor

ou, um devoto fiel!

Cranial Translation
简体中文 繁體中文 Deutsch English Español Français Italiano Pусский



"Peru" ainda não é um tipo de criatura
Esta semana que passou foi o dia de acção de graças nos Estados Unidos, um tempo em que nos juntamos com comida delciosa, os nossos entes queridos, e damos graças por todas as coisas que nos são importantes. Moko, por exemplo, dá graças pelas bananas e Montanhas básicas. E todos nos aqui no Cranial Insertion damos graças pelo Moko não ir às nossas casas nesse dia especial (não preciso de comprar um aspirador novo), e para outra cornucópia de novas questões sobre regras na edição desta semana!


Como sempre, se tiveres questões, sugerimos, não mandamos que as envies por email pelo botão "Email US", enviando um email para moko@cranialinsertion.com , ou um tweet @CranialTweet.



Q: O meu oponente tem um Soberano Imponente, e a minha devoção a azul é 4. Se eu conjurar Tassa, Deusa do Mar, ela entra virada?

A: Nops! Isto parece confundir muita gente, então vou dar um passo a passo disto.

Em qualquer outra zona sem ser no campo de batalha, a Tassa é sempre uma criatura.

Então na pilha (que é a zona de onde ela vai entrar para o campo de batalha, Tassa é uma mágica de criatura. Mas é uma mágica de criatura estranha: ela tem uma habilidade que faz com que no campo de batalha, não seja uma criatura. E é aí que as coisas se complicam.

A habilidade do Soberano Imponente cria um efeito de substituição, que modifica como certas permanentes (permanentes de criatura) entram no campo de batalha. Efeitos de substituição, se leres o CI frequentemente, aplicam-se antes do evento que querem trocar aconteça.

Então se o efeito do Soberano Imponente for para ser aplicado, será aplicado antes da Tassa estar no campo de batalha.

Isto quer dizer que, antes da Tassa entra, temos de ver se ela vai ser uma criatura que o Soberano Imponente possa afetar. As regras dizem-nos (especificamente, a 614.12) que tipos de habilidades e efeitos ter em conta quando se tá a determinar isso, e é uma lista bastante pequena, mas deixa-nos olhar para a habilidade da Tassa.

Nessa altura estamos a perguntar o que fará a sua habilidade, a tua devoção a azul é apenas 4 — não chegará a 5 até que ela esteja no campo de batalha, e estamos a fazer isto antes dela entrar.

O que quer dizer que a habilidade dela diz que "a devoção a azul é só 4, eu não sou uma criatura nesta situação", e o efeito do Soberano Imponente não se aplica.

Então a Tassa entra no campo de batalha desvirada, e mal entre a tua devoção será 5 e será uma criatura (desvirada).



Q: Ativei a habilidade de monstruoso do Polucrano, Devorador de Mundos, com X=4. Uma vez que a habilidade desencadeada diz que posso escolher "um número qualquer" de alvos, posso escolher nenhum alvo se tiver medo que os meus oponentes inchem as suas criaturas e comam o meu monstro grande?

A: Embora seja verdade que o Polucrano te diga que podes escolher "qualquer número", e zero é um número, tens de fazer pelo menos um alvo neste caso. A habilidade desencadeada requer que dividas o dano entre alvo, e escolher nenhum alvo quer dizer dividir por zero e acabar com o universo. Então as regras definem que lidar com a hipótese de "qualquer número", dizendo que se tivermos algo diferente de zero para dividir, não sempre (se possível) fazer uma escolha diferente de zero de coisas para dividir. O que quer dizer que tens pelo menos de fazer um alvo.




Q: Então, supondo que também tenho Dispensar em Sonho. Posso ativar o Polucrano com X=0 e fazer alvo a todas as criaturas dos meus oponentes para o fazer sacrificar todas?

A: Isto também tem a ver com as regras para prevenir coisas estranhas, mas por outro lado: Magic, excluindo terrenos com borda prateada, lida apenas com números inteiros, então seria um problema se conseguisses dividir X de qualquer coisa por mais de X alvo (uma vez que terias de atribuir quantidades fracionadas).
Então para conseguir dividir qualquer coisa, como dano, entre múltiplos alvos, tens de conseguir atribuir pelo menos 1 dessa coisa por alvo. Se não conseguires, tens de arranjar uma solução que funcione. Na prática isto quer dizer que nunca podes escolher mais de X diferentes alvos para a habilidade do Polucrano, e quando X=0, vais ter zero alvos.



Q: Se eu animar a minha Caverna Mutável, pode o meu oponente usar Preço Final para a matar?

A: Apesar da Caverna Mutável ser muitas coisas, monocolorido não é uma delas. Uma carta monocolorida tem exatamente uma cor. Mas a Caverna Mutável, como a maioria dos terrenos, é incolor, querendo dizer que tem exatamente zero cores, e não pode ser utilizada para pagar o Preço Final.





Daxos por defeito
Q: Ok, então se eu tiver um Bando de Ratos e duas cópias de fichas dele, posso ativar a Caverna Mutável em resposta ao Fúria dos Deuses para os salvar?

A: O teu Bando de Ratos e os seus amiguinhos fichas vão viver mais um bocadinho do que viveriam, mas não muito. Logo a seguir que a Fúria dos Deuses resolva, o jogo vai ver as açoes baseadas no estado e vê que a Caverna Mutável é uma 2/2 com 3 de dano marcados nele, e o Bando de Ratos e fichas como 4/4s com 3 de dano marcados neles (lembra-te que todos contam como ratos, e a Caverna Mutável é um rato quando animado, juntamente com todos os outros tipos de criatura). Então neste ponto a Caverna Mutável morre por dano (e pelo efeito de substituição da Fúria dos Deuses, será exilado).

Mas imediatamente após outro teremos outra verificação das ações baseadas no estado, e agora os Bandos de Ratos serão 3/3s com 3 de dano marcados em cada, e irão guinchar enquanto se dirigem pro exilio também...



Q: O meu oponente controla exatamente dois Irmãos Yamazaki. Se eu conjurar Humildade, ele irá perder algum deles?


A: Sim! A habilidade que protege os dois Irmãos da regra da lenda é... bem, uma habilidade, sendo removida pela Humildade. E sem isso, a regra das lendas entra em cena, e um dos irmãos irá acabar no cemitério.



Q: Se eu tiver uma Sombra de Hiena (ou outra qualquer armadura-totem) na minha única criatura, e eu sou o alvo dum Devorar Carne, a umbra salva a minha criatura?

A: Armadura totem só intervém se a criatura for destruída, o que quer dizer que é apenas quando dano letal é dado ou quando um efeito usa especificamente a palavra "destrói". Uma vez que o Devorar Carne não usa nenhuma dessas coisas, não está a causar destruição e a armadura de totem não salvará a criatura.



Q: Se eu tiver um Gaddock Teeg, posso fazer agraciar um Arconte Celestial?

A: Sim! Na altura que verificas se tens permissão para conjurar o Arconte, é uma mágica de criatura, uma vez que ainda não fizeste a escolha de agraciar ou não. E pela altura que fazes essa escolha torna-se numa mágica de aura não criatura, mas já passaste a única altura que a habilidade do Gaddock iria proibir de o conjurar.



Q: E conjurar Heliode, Deus do Sol quando a minha devoção a branco é muito baixa para o tornar em criatura?

A: Isto também funciona. Lembra-te que a maior parte das habilidades só funcionam no campo de batalha; na pilha (e em qualquer outra zona), a habilidade do Heliode não faz nada, e ele será sempre uma mágica de criatura enquanto o conjuras, e mais uma vez Gaddock Teeg não vai ver nada para se interferir.



Q: Eu conjuro um Crescimento Desenfreado tendo como alvo o meu Centauro Mestre de Batalhas. Pode o meu oponente impedir-me de ter marcadores usando um Desprezador de Mágica para mudar o alvo do meu Crescimento Desenfreado?


A: Ele pode fazer com o seu Desprezador de Mágica seja o alvo do Crescimento Desenfreado, mas isso não vai impedir o teu Mestre de Batalhas de ter marcadores. Habilidades de heroico só se preocupam que o evento tenha sido desencadeado, e conjuraste uma mágica tendo como alvo o Mestre de Batalhas mesmo que mais tarde o alvo seja mudado para outra coisa qualquer. Então a sua habilidade desencadeia, e não se preocupa o que acontece com a mágica depois.




Q: Eu tenho um baralho de Commander com Púrforo, Deus da Forja como o meu comandante. Uma vez que tenho 11 outras criaturas a entrarem no campo de batalha com o Púrforo, vou ganhar porque foi dado 22 de dano pelo meu comandante?

A: Não é bem assim. O a regra de dano do comandante só se aplica a dano de combate, o que quer dizer que é dano causado quando atacas com o comandante. Uma vez que dano de habilidades não é dano de combate, tens de ter mais algumas criaturas e entrarem (para por a vida de todos os teus oponentes a zero), ou começar a atacar com o Púrforo.




Q: Posso usar o Amuleto Orzhov para trazer de volta um Soldado do Panteão do meu cemitério?

A: Sim! A maior parte das habilidade — proteção incluída — só funcionam no campo de batalha, então no cemitério o Soldado é um alvo perfeitamente legal para uma mágica multicolorida.




Q: Ouvi diferentes respostas sobre se a habilidade do Mestre de Crueldades funciona quando o meto a atacar com a minha Kaalia of the Vast. Desencadeia ou não?

A: Assumindo que não é bloqueado, sim desencadeia. O Mestre de Crueldades não verifica nada até a altura de declaração dos bloqueadores. Nesse ponto, ele pergunta duas coisas: "Estou a atacar?" e "Fui bloqueado?" Se a resposta a ambas for sim, a sua habilidade desencadeia e põe o teu oponente a 1 de vida. E nesse ponto, se a Kaalia não foi também bloqueada, o teu oponente terá um fim cruel.





O paraíso tem as melhores festas
Q:
O meu oponente não tem mais nenhum Tóptero sem ser Montagem de Tóptero. Se eu conjurar Rédeas do Poder no início da sua etapa de manutenção, a Montagem será devolvida?


A: O "tu" na habilidade (e o jogador que recebe as fichas se ele for devolvido) é o controlador da habilidade, que é o jogador que controlava a Montagem de Tóptero quando a habilidade desencadeou. E quando desencadeia, o teu oponente ainda a controlada — na altura que podes conjurar uma mágica na sua etapa de manutenção, e inicio da fase de manutenção os desencadeamentos já estão na pilha. Então, a não ser que consigas dar-lhe um Tóptero com o Rédeas do Poder, a Montagem de Tóptero vai regressar para a mão dele e ele vai ter cinco fichas.




Q: O meu oponente tem umas Chains of Mephistopheles. O que acontece se eu conjurar uma Tempestade Cerebral?

A: Provavelmente não o que tu querias! Primeiro, a Tempestade Cerebral quer que tu compres três cartas. Cada uma dessas compras é substituída pelas Chains — se tiveres uma carta na mão, descarta e depois compra. Senão, metes a carta do topo do teu grimório no teu cemitério e não compras. Uma vez que fizeres isto três vezes, metes duas cartas da tua mão no topo do teu grimório(se não tiveres pelo menos duas cartas na mão nesta altura, metes todas que tiveres). Então no melhor caso, vais reduzir a tua mão em duas cartas, e no pior caso ficas sem mão!!





Q: Eu acabei de fazer o meu Monstro da Marmorra monstruoso, e escolhi como alvo uma das florestas do meu oponente. Se a virar o que faz ela ?


A: A floresta tem agora dois tipos básicos de terreno — Floresta e Ilha — o que quer dizer que tem duas habilidades. Uma habilidade vira para produzir e a outra vira para produzir . Então pode dar qualquer uma dessas cores, mas não ambas em simultâneo (uma vez que ativar alguma das habilidades vai virar a floresta, o que quer dizer que não podes pagar o custo para ativar a outra).



Q: Num jogo de Commander, alguém conjurou Mystic Barrier, e depois alguém usou um Asfixiar para anular o desencadeamento da direção quando entra no campo de batalha. Isto quer dizer que ninguém pode atacar até que o seu controlador tenha uma etapa de manutenção e faça a escolha?


A: Uma vez que seja verdade que nenhuma escolha foi feita para a segunda habilidade da Mystic Barrier, isso não previne os ataques.
Quando um conjunto de habilidades ligadas referem a uma escolha feita por outra habilidade, e nenhuma escolha foi feita, a parte definida por essa escolha não faz simplesmente nada. Portanto, até que o controlador da Mystic Barrier tenha outra etapa de manutenção e escolha uma direção, os jogadores não têm barreiras que impeçam de atacar quem desejem.




Q: Se eu bloquear o Sátiro Bebe-fogo do meu oponente com um Demônio da Profanação, quanto dano é dado ao meu oponente?

A: Assumindo que o Demônio não tem nenhum marcador em cima que inche o seu poder, o teu oponente vai acabar por receber 6 de dano. Criaturas em combate não têm misericórdia ou cuidado para outras mais fracas. Eles dão sempre dano igual ao seu poder, mesmo quando (como neste caso) é uma morte extremamente exagerada. Então o Demônio dá 6 de dano ao Sátiro, e depois o Sátiro desencadeia e dá 6 de dano ao seu controlador.




Q: Se conjurar um Traumatizar tendo como alvo o meu oponente, e ele copiar com Charlatão de Meletis, quantas cartas vai acabar ele por colocar no cemitério?


A: Vai depender de quantas cartas o teu oponente tinha no grimório antes, mas será aproximadamente três-quartos dele. Suponhamos, por exemplo, que ele teria 40 cartas no grimório: primeiro, a cópia criada pelo Charlatão ia resolver, tirando metade (são 20). Depois o Traumatizar original ia resolver e tirar metade do que sobra (sobram 20, portanto serão 10 cartas). Tudo junto será 30 de 40 cartas que ele tinha. É preciso ter em conta que se tivesse número impar, é preciso arredondar para baixo (texto do Traumatizar), portanto pode não ser exatamente três-quartos.




Q: Eu conjuro Varicela quando o meu oponente não tem criaturas. Mas aparentemente ele tem um Golpeador Loxodonte na mão e ele descartou-o, e ele diz que habilidade desencadeadas não podem acontecer até que a Varicela acabe de resolver, e que ele não tem de o sacrificar. Está correto?


A: Bem, ele está certo que os desencadeamentos só vão para a pilha após a mágica/habilidade atual esteja resolvida. Mas o Golpeador não tem nenhuma habilidade desencadeada — aquelas que usam "quando", ou "na", nenhuma que aparece no texto dele. Mas em vez, tem uma habilidade estática que cria um efeito de substituição, e esses efeitos não esperam por nada, eles apenas mudam um evento para outro.
Então ele vai por o smiter em jogo durante a resolução, e terá de o sacrificar (uma vez que a instrução de sacrificar vem depois da de descartar, e seguimos as instruções pela ordem).



Q: Então, Mente Eterna não tem custo de mana, o que quer dizer que o seu custo de mana não pode ser pago. Mas se eu tiver algo como Thalia, Guardiã de Thraben em jogo, posso conjurar uma vez que agora custa ?

A: Nops! Para conjurar uma mágica, tu pagas o custo de mana mais custos adicionais (menos reduções de custo). Mas efeitos que imponham custos adicionais ou reduzam o custo não mudam o custo atual de mana duma carta, eles apenas mudam como é suposto que se satisfaça o seu custo de mana. Então com a Thalia, a Mente Eterna custaria (custo que não pode ser pago) + , e continuas sem conseguir pagar isso.




Q: Se eu ativar a habilidade do Herdeiro do Ur-Dragão enquanto está em jogo um Descanse em Paz, a habilidade faz "fizzle" porque eu não meti um Dragão no meu cemitério?

A: A habilidade funciona na mesma! A parte do "se o fizeres" só está apenas a confirmar que fizeste a escolha de procurar e por um dragão do teu grimório no cemitério, não se estamos a mexer com efeitos de substituição que mudam o sitio de onde as cartas deveriam parar. Então dependendo da carta que escolheres, o teu oponente vai estar em alguns problemas!



Q: Se o meu oponente destruir Oloro, Ageless Ascetic em resposta para a sua habilidade de ganhar vida na minha etapa de manutenção, posso na mesma pagar para comprar uma carta uma vez que as habilidades resolvem mesmo quando a fonte é destruída?

A: Depende de que desencadeamento ele está a responder. Se tiveres ganhado a vida e o paga-para-comprar está na pilha, então podes pagar para comprar uma carta. Mas se está a responder enquanto o "ganha 2 de vida" está na pilha, então só vais ganhar vida. Nesse caso, o Oloro não estará no campo de batalha quando ganhares a vida, e a sua outra habilidade não desencadeará do ganho de vida.




E foi tudo para esta semana, felizmente, mas não se esqueçam de vir na próxima segunda para outra deliciosa edição do Cranial Insertion!


- James Bennett


About the Author:
James Bennett is a Level 3 judge based out of Lawrence, Kansas. He pops up at events around Kansas City and all over the midwest, and has a car he can talk to.


 

No comments yet.

 

Follow us @CranialTweet!

Send quick questions to us in English for a short answer.

Follow our RSS feed!