Published on 03/26/2018

Tá na Hora do Brawl!

Cranial Translation
简体中文 Deutsch English Español Français Italiano



Remexa-se e participe do Brawl!
Olá, e sejam bem-vindos a mais uma edição de Inserção Craniana. Estivemos em um fuzuê danado aqui no escritório da IC desde que a Wizards anunciou o novo formato conhecido como Brawl na última semana—nós estivemos lutando desde então para descobrir quem tem o melhor deck do formato. Moko alterna entre The Scarab God e Liliana, Death's Majesty a cada poucas horas, mas pessoalmente eu estou empolgado com Etali, Primal Storm, pois dar murros com um dinossauro gigante que lhe permite conjurar mágicas dos outros de graça é totalmente minha praia.

Em homenagem ao nosso novo passatempo favorito, esta edição do IC está devotada em lhe ajudar a escolher seu próprio deck respondendo a todas estas perguntas de regras que te deixam com o pé atrás sobre seus comandantes em potencial. Claro, não podemos responder todas elas em um único artigo, então nos mande o restante para receber as respostas que você precisar, tanto por email para moko@cranialinsertion.com ou via Twitter @CranialTweet. (perguntas devem ser enviadas em inglês) As perguntas enviadas para nós podem até aparecer em um artigo futuro.

Chega de conversa, é hora do Brawl!



Q: Três de minhas criaturas causaram dano de combate ao meu oponente neste turno. Se eu jogar Arcane Adaption para torná-las Piratas, Admiral Beckett Brass conseguirá roubar algo?

A: Infelizmente não. Embora seu oponente tenha sofrido dano de três criaturas neste turno e agora elas sejam Piratas, no momento que tais criaturas causaram dano elas não eram Piratas, então o seu oponente não está elegível para se juntar à tripulação de Admiral Beckett Brass.

Admiral Beckett Brass não liga para o que as coisas se parecem agora—tudo o que interessa foi o que aconteceu mais cedo no turno, no momento em que o dano foi causado. As criaturas não eram Piratas naquele momento, então seu oponente não sofreu dano de combate de nenhum Pirata neste turno. (Bom, a menos que já fossem Piratas, mas se este fosse o caso nós não estaríamos tendo essa conversa agora.)



Q: Eu uso o ultimate de Angrath, Minotaur Pirate—se as criaturas da minha oponente possuíam marcadores -1/-1 nelas, ela ainda recebe o dano completo?

A: Não, sua oponente recebe dano apenas baseado no poder das criaturas quando estavam no campo de batalha. Se quaisquer marcadores -1/-1 estavam reduzindo o poder destas criaturas, sua oponente irá receber dano reduzido de acordo.

Embora isso signifique que o ultimate de Angrath não funciona muito bem com a mecânica de dar marcadores -1/-1 para as criaturas de sua oponente, isso funciona muito bem em seu favor contra uma oponente que está colocando marcadores +1/+1 em suas próprias criaturas, então aproveite.



Q: Minha oponente usou Dive Down para salvar seu Baral, Chief of Compliance do meu Lightning Strike, e ela está dizendo que isto está anulando a mágica, então Baral a permite comprar e descartar—isto é verdade?

A: Apenas parcialmente. Embora uma mágica que não possui alvos legais no momento da resolução (como o seu Lightning Strike) seja anulada quando resolve, são as regras do jogo que estão fazendo isso, e não uma mágica ou habilidade que seu oponente controla. Desta maneira, Baral não desencadeará.




Às vezes, desperdiçar recursos tem seu lado positivo.
Q: Meu oponente tem Captain Lannery Storm e quer sacrificar mais Tesouros do que ele pode usar para conjurar coisas. Ele pode fazer isso? Eu achei que você não podia pagar a mais por coisas…

A: Seu oponente não pode pagar a mais por coisas, mas ele ainda pode sacrificar quantos Tesouros quiser, pois gerar um recurso e gastar este recurso são duas coisas diferentes.

Sacrificar Tesouros, assim como virar terrenos, gera um recurso (mana) que seu oponente pode potencialmente gastar para pagar por coisas, mas não há nada que requer que ele faça isso—se ele realmente quiser, ele pode sacrificar todos os Tesouros (e virar todos os terrenos) e então simplesmente não usar a mana gerada, da mesma maneira que ele iria conjurar um Goblin Trailblazer no segundo turno e não fazer nada com ele pelo resto do jogo. [Claro que, diferente de um Goblin Trailblazer, mana irá desaparecer logo mais por si própria se não for gasta até o final da etapa atual do turno.



Q: Eu uso a primeira habilidade de Chandra, Torch of Defiance e exilo um terreno. Posso jogá-lo?Q:

A: Não, você não pode. Chandra te dá permissão para conjurar o card que ela exila, mas "conjurar" algo é algo que você só pode fazer com cards que não sejam terrenos—a única coisa que você pode conjurar é uma mágica, e terrenos nunca são mágicas. Jogar um terreno não é conjurar uma mágica.

Desta maneira, você não pode jogar o terreno que Chandra exilou para você, e seus oponentes recebem 2 pontos de dano.



Q: Se eu uso a habilidade +1 de Dovin Baan, meu oponente não pode ativar a habilidade de suas criaturas em resposta?

A: A não ser que esta criatura específica (ou outro objeto) diga o contrário, ele pode sim. Não há uma maneira que você possa utilizar apenas Dovin Baan para travar alguém completamente de usar uma habilidade de criatura para sempre a não ser que alguma outra coisa o previna de usar esta habilidade em resposta ou durante seu turno antes que você possa ativar Dovin Baan.

Talvez a criatura dele possa ser usada apenas no turno dele, ou dê alvo em algo quenão exista durante sua fase principal, talvez você tenha algum outro card impedindo-o de usar a habilidade—nós deixaremos você pensar na maneira de travar completamente como um exercício para você.



Q: Eu ativo o +1 de meu Dovin Baan, com alvo na Speedway Fanatic de minha oponente. Ela ainda pode utilizá-la para tripular um veículo?

A: Sim, ela pode. O efeito de Dovin Baan a impede de ativar qualquer habilidade ativada de Speedway Fanatic... mas ela não tem nenhuma. Quando sua oponente usa a Fanatic para tripular um veículo, ela está ativando uma habilidade do veículo, não da Fanatic, e isto é completamente possível.

Apesar de que a Fanatic recebeu -3/-0, é atualmente uma -1/1 e não poderá tripular algo por ela mesma—isto irá definitivamente atrapalhar o esforço de tripular, visto que poder negativo reduz o poder total do grupo de criaturas participando da tripulação. O veículo ainda receberá ímpeto como resultado, então talvez ainda valha a pena—mas isto é com você.



Q: O que acontece se eu colocar Elenda, the Dusk Rose na zona de comando quando ela morrer?

A: Nada muito empolgante, de fato. "Morrer" em Magic é uma abreviação de "é colocada no cemitério vinda do campo de batalha", e isso não aconteceu, pois Elenda nunca foi colocada no cemitério—ela foi para a zona de comando ao invés disso. Desta maneira, a habilidade de Elenda não desencadeará e você não irá ganhar nenhum Vampiro, não importando quanto de poder ela tinha quando deixou o campo de batalha.

O mesmo serve para a primeira habilidade de Elenda—seus oponentes colocando o comandante deles na zona de comando ao invés do cemitério significa que Elenda não receberá um marcador +1/+1 por aquela criatura. Algumas criaturas lendárias simplesmente não são adaptadas para o peso que é comandar—Elenda iria preferir muito mais que você a trate como uma vampira conquistadora/salvadora clássica e normal com séculos de idade e deixar que ela tire um cochilo no cemitério.



Q: Quando Etali, Primal Storm ataca, qual a ordem que as mágicas encontradas acontecem?

A: Etali diz que você pode conjurar qualquer número de cards que não sejam terrenos, mas apenas se for possível de conjurar naquele momento, então você pode escolher conjurá-las em qualquer ordem que você desejar — uma vez que você tiver acabado de conjurar, todas as mágicas que você conjurou estarão na pilha uma em cima da outra, com a primeira que você conjurou no fundo, e elas resolverão na ordem, começando de cima da pilha e trabalhando até o fundo dela.

Note que você deve escolher os alvos dessas mágicas no momento em que você as estiver conjurando, e no momento da conjuração nenhuma dessas mágicas resolve ainda, então você não pode fazer coisas como conjurar uma criatura e também uma mágica que dá alvo nessa criatura dessa maneira, porque a criatura não estará no campo de batalha no momento da conjuração, não importa a ordem que você decidiu conjurar elas duas.



Q: Eu controlo Deadeye Plunderers e 5 Tesouros — Se eu quiser sacrificar Tesouros para conjurar Ghalta, Primal Hunger, quanto custará para mim? Quando eu olho o poder das minhas criaturas?

A: Sorte a sua, se você jogar direitinho custará apenas para conjurar Ghalta, não importa quantos tesouros você sacrificou. Durante o processo de conjurar uma mágica de criatura, você determina quanto será o custo primeiro, depois disso o jogo pedirá para fazer o pagamento necessário. Nesse momento, você não terá sacrificado nada ainda, então seu Plunderers será 8/8 e Ghalta terá o custo de . Esse custo é então "travado" e não mudará depois, não importa o que aconteça durante o resto do processo de conjuramento.

Então, o jogo vê o custo que você precisará pagar incluindo pagar alguma mana, e então te dá a oportunidade de gerar essa mana — que pode ser sacrificando esses Tesouros. Então você faz, e graças a trava anterior, os custos do Ghalta continuam iguais mesmo depois de sacrificar os Tesouros e fazer seu Plunderer menor. Finalmente, você terminou de pagar pelo Ghalta, e ganhou um Dino fortíssimo por uma barganha!

Se você em vez disso fizer as coisas da maneira errada, e começar a sacrificar seus Tesouros antes de começar a conjurar Ghalta (antes da trava acontecer)… Bem, vamos dizer que não vai ser uma ideia muito produtiva.



Q: O que acontece se Gonti, Lord of Luxury morrer antes deu poder conjurar a mágica exilada — Eu posso ainda conjurá-la?

A: Com toda certeza — Gonti indo embora não previne você de conjurar a mágica exilada, porque a duração que o Gonti definiu para você poder conjurar esta mágica foi de "enquanto o card permanecer exilado", e Gonti morrendo não remove esse card do exílio. Ainda está lá, então a duração do efeito do Gonti não expirou ainda.



Q: O que acontece com o dano extra se eu usar a habilidade de -X do Huatli, Warrior Poet e meu oponente sacrificar algumas criaturas que a habilidade mataria em resposta?

A: Basicamente nada — você decide como será dividido o dano de Huatli entre os alvos no momento em que você ativou a habilidade, e alguns desses alvos desaparecendo não significa que você pode mudar sua decisão. Quando a habilidade resolver, o dano é dado para os alvos válidos como você dividiu originalmente, e qualquer dano que não foi dado aos alvos porque não são mais válidos, simplesmente não é mais dado.



Q: Se eu atacar com Mavren Fein, Dusk Apostle e ganhar uma ficha, posso dar impeto a ela e atacar com essa ficha também?

[/A]Temo que não. Você só tem a chance de declarar atacantes uma vez por combate, e já que a ficha não estava lá quando você fez isso, você simplesmente não pode atacar com ela.

Apesar que se de alguma maneira você conseguir ganhar uma fase de combate adicional mais tarde nesse turno, sua ficha com ímpeto estará apta a atacar durante essa fase extra.[/A]



Q: O que a habilidade do Neheb, the Eternal conta?

A: Qualquer momento que a vida total do seu oponente for modificada de um número para outro número mais baixo, isso é perder vida. Isso pode acontecer por qualquer motivo — Talvez ele pagou vida como custo para algo, talvez recebeu dano, talvez decidiu utilizar Oketra's Last Mercy em um momento muito, muito ruim. Neheb não se importa — não importa o que aconteceu, ele perdeu vida, então você ganhou mana.[/b]

Q: ...E se ele ganhou a vida de volta?

A: Não importa. O fato que os pontos de vida do seu oponente diminuíram é o suficiente para satisfazer Neheb, não importa o que aconteça depois—ele não se interessa em ganho de vida, apenas em perda de vida.

A quantidade de mana que Neheb te dá é baseada no total de pontos de vida que seu oponente perdeu durante o turno atual, independente de quantos pontos de vida o oponente ganhou (seja antes ou depois) ou qual o total atual.



Q: As fichas X/X criadas por Oviya Pashiri, Sage Lifecrafter atualizam seu poder e resistência na medida que eu tenho mais criaturas?

A: Não. O valor de X, e portanto o poder e resistência da criatura que Oviya gentilmente fez pra você, é determinado uma única vez, na resolução da habilidade. O jogo vai contar a quantidade de criaturas que você controla naquele momento (sem contar a ficha que você está para receber), e esse é o tamanho da ficha pra sempre.

...Bem, a não ser que você encontre formas de aumentá-la depois, mas isso vale pra qualquer criatura.




Isso morde.
Q: Se eu jogar Rishkar, Peema Renegade enquanto eu controlo um veículo mas nenhuma outra criatura, eu posso colocar um marcador no veículo tripulando com o próprio Rishkar em resposta?

A: Não, não. Você precisa escolher alvos para uma habilidade desencadeada na hora que ela vai pra pilha, o que é antes de você ter a oportunidade de fazer coisas em resposta à habilidade. Dessa forma, você precisa escolher alvos pra habilidade de Rishkar antes de poder tripular veículos com Rishkar—o único alvo válido provavelmente vai ser o próprio Rishkar



Q: Se minha Liliana, Death's Majesty trouxer de volta um Vizier of Many Faces, e o Vizier copiar algo, ainda continuará como um Zumbi preto?

A: Sim, ainda será preto e um Zumbi em adição as outras cores e tipos, porque o efeito da habilidade da Liliana que dá essas características se aplicará por cima do efeito natural de cópia do Vizier.

Q: Espera… Você não disse exatamente o oposto se o The Scarab God trouxer de volta uma cópia de criatura como um Zumbi Preto 4/4? Qual a diferença?

A: A diferença é que Liliana, Death's Majesty está trazendo o card original como é e aplicando alguns outros efeitos em cima dessa carta para modificar como ela parece ser, enquanto The Scarab God cria um objeto completamente novo com as modificações já colocadas em seu devido lugar.

Usar a habilidade do Vizier não apaga efeitos de fora (como da Liliana) que alteram como a carta se parece, então essas habilidades ainda se aplicam "por cima" do efeito da cópia criada. Mas o The Sacarab God não usa um efeito de fora como esse - ele cozinha as características que quer ver na ficha, marcando-o desde o início como parte das características copiáveis. E como dito, aplicando o novo efeito de cópia para a ficha, irá sobrescrevê-lo.



Q: O Padeem, Consul of Innovation ainda me faz comprar um card se eu apenas tiver uma ficha de Servo ou qualquer outro artefato de 0 de custo?

A: Enquanto ninguém mais controlar um artefato com custo de mana convertido maior que 0, claro! Enquanto 0 é o custo de mana convertido mais baixo possível de chegar, ele continua sendo o suficiente para impressionar Padeem se não houver outros artefatos de custo maior que isso.



Q: Eu posso conjurar Torrential Gearhulk em resposta a habilidade desencadeada do Padeem, Consul of Innovation para comprar uma carta?

A: Apenas se você já controlar um artefato com o maior custo de mana convertida no início da sua manutenção, e nesse caso você nem precisaria conjurar o Gearhulk em primeiro lugar.

A habilidade do Padeem, Consul of Innovation utiliza o que é conhecido como "regra da oração condicional ‘se'", que é uma condição que aparece entre a descrição do evento que desencadeia a habilidade ("No início da sua manutenção...") e o resto das instruções da habilidade ("...compre um card"). Regra da oração condicional "se" é tratada basicamente como parte da condição de desencadeamento e como parte das instruções da habilidade – Se a condição não for verdadeira no momento em que a habilidade fosse desencadear, ela simplesmente nem chega a desencadear, e se não for verdadeira no momento em que a habilidade fosse resolver, não fará nada na resolução.

Então como dito, se você não controlar um artefato de maior custo convertido entre os que estão no campo de batalha no início da sua manutenção, em primeiro lugar Padeem não desencadeará. Então conjurar o Gearhulk não te adiantará.



Isso é o que temos tempo nessa semana, mas tenha certeza que semana que vem estaremos de volta quando Charlotte estará de volta para o Brawl com ainda mais perguntas suas sobre regras.

- Callum Milne


About the Author:
Callum Milne is a Level 2 judge from British Columbia, Canada. His home range is Vancouver Island, but he can be found in the wild throughout BC and also at GPs all along the west coast of North America.


 

No comments yet.

 

Follow us @CranialTweet!

Send quick questions to us in English for a short answer.

Follow our RSS feed!